A Voz do Povo do Oeste

Papais Noéis comemoram volta em 2021 com homenagem aqueles que se foram pela Covid-19

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email


Pandemia levou 14.324 homens com mais de 60 anos no Paraná. A filha de uma das vítimas fez um pedido especial: ‘Meu pai era apaixonado em ser o bom velhinho, mantenham o legado dele’ Após melhora nos índices da pandemia, Papai Noel volta a fazer parte das programações
Era véspera de Natal de 2020 e muitas crianças perguntavam: “O Papai Noel não vem neste ano por causa da Covid?”. Talvez, pela primeira vez na história, as famílias precisaram responder que naquele ano seria um pouco diferente.
Só que em 2021, o maior presente de todos veio: a vacina. Com ela, a retomada da presença do bom velhinho nos shoppings e festas de família, ainda seguindo as recomendações sanitárias.
Ser Papai Noel em ano de pandemia não foi fácil, ainda mais que, pelas características físicas e idade mais avançada, nenhum milagre de Natal evitou a realidade: eles estavam no grupo de risco. Foi um dezembro em que a maioria não saiu de casa e o uniforme vermelho permaneceu esperando por dias melhores.
Alguns, infelizmente, morreram pela Covid-19. Não foram poucos, diga-se de passagem. Segundo dados da Secretaria Estadual de Saúde (Sesa), até a quinta-feira (25), 14324 homens com mais de 60 anos morreram por complicações da doença no Paraná.
Algumas destas vítimas, alegravam os natais vestidos de papai noel. Entre eles, José Luiz Sassala, de 73 anos, morador de Curitiba. Em maio deste ano, ele morreu pelo coronavírus, após 40 dias internado.
Muito emocionada, a filha dele, Stela Sassala fez um pedido a todos os papais noéis: “Mantenham o legado do meu pai!”. Confira mais abaixo detalhes desta história.
O fofinho do shopping
Papai Noel voltou ao shopping, depois de um 2020 diferente
Divulgação/ParkShopping Barigui
E se ‘Vivemos Esperando Dias Melhores’, como diz a música da banda Jota Quest, eles vieram. Agora, dezembro 2021, apresenta uma realidade diferente.
Ainda com os cuidados necessários, como o uso de máscara, distanciamento e higienização das mãos, mas com um contato mais direto com as crianças. E elas precisavam disso.
“Mamãe, vamos ver aquele Papai Noel fofinho do shopping?”. As chances da criança estar se referindo a José Goetten Filho, de 79 anos, são do tamanho da fábrica de brinquedos do Pólo Norte. O bom velhinho ‘bate ponto’ no ParkShopping Barigui, em Curitiba, há 17 anos.
“É gostoso ver que crianças que tiraram foto comigo com dois, três aninhos de idade, continuam vindo agora com 16, 17 e até 18 anos. Eu senti muito a falta deles e eles sentiram a minha falta também”, disse o ‘Noel’
O sorriso alegre em 2021 parece estar ainda mais contagiante e, José Goetten, diz que a emoção vivida neste ano tem sido especial.
“Estou muito feliz e emocionado de poder voltar a ser o Papai Noel. Estou tomando todos os cuidados. Tomei as três doses da vacina, mantemos o distanciamento e ainda uso a minha máscara “especial” de Papai Noel (o face sheild), para que este contato seja seguro”, disse.
O Papai Noel do shopping revelou que no ano passado os ‘duendes’ o proibiram de sair de casa.
“Fiquei em casa o tempo todo, sem trabalhar, sem ir ao mercado nem à panificadora. Inclusive, os meus filhos me proibiam de sair. Então, foi um ano diferente, de muitas restrições, mas foi necessário”, ponderou.
Poder alegrar as vida das crianças nestes meses de 2021 é, para José Goetten, uma grande vitória.
“Me sinto um privilegiado de estar aqui, com saúde, para continuar alegrando o Natal de tantas pessoas. Desejo a todos muita paz, felicidades e que o ano que vem seja um ano bem melhor e sem pandemia”, concluiu.
José Goetten conversando com as crianças, mantendo o distanciamento social
Divulgação/ParkShopping Barigui
‘Tenho 388 anos’
Abílio leva o amor às crianças, representando o Papai Noel
Divulgação
“Eu tenho 388 anos e moro na Lapônia”. Foi assim que Abílio Machado, que na verdade tem 56 anos, respondeu a primeira pergunta. Afinal, ser Papai Noel é ser alegre e encarnar o personagem, tão importante em vários aspectos.
“O Papai Noel é um mensageiro de coisas boas. Você levar boas palavras, um abraço, um incentivo, dar uma devida atenção às pessoas que estão perto de você. O Papai Noel é uma força de amor”, afirmou.
Abílio é um Papai Noel contador de história. Morador em Campo Largo, Região Metropolitana de Curitiba, pelo décimo primeiro ano vai trabalhar alegrando a vida das crianças no Natal.
“Ano passado foi realmente diferente, poucos estavam dispostos a fazer a visitação. Como eu sou um pouco mais novo, fui em algumas casas, tomando todos os cuidados necessários. Em 2021, talvez não tenha o mesmo contato de antes, mas com certeza vai ser a volta do bom velhinho. Hohoho”, falou.
‘Façam valer o legado dele’
José Luiz Sassala, de 73 anos, sabia que era do grupo de risco, mas no Natal de 2020 insistiu tanto em ser o Papai Noel, tomando todos os cuidados necessários, e foi.
Esteve em algumas casas e participou do drive-trhu de Natal de um famoso restaurante de Curitiba. Para a família, talvez prevendo que fosse o último Natal.
Luiz morreu em maio deste ano, vítima da Covid-19
Arquivo Pessoal
“Em maio deste ano, infelizmente meu pai pegou a Covid-19 e morreu. Ficou internado uns 40 dias, tinha tomado a primeira dose da vacina, mas acabou não resistindo. Está sendo um Natal difícil, a gente vê o Papai Noel, os netos dele veem, e logo lembram do vovô”, disse a filha de José Luiz, Stela Sassala, de 40 anos.
A família Sassala agora quer levar para sempre o legado de José Luiz, que realizou o sonho em vida: ser o Papai Noel.
“Aproveitem todos os momentos possíveis. O meu pai fez questão de sempre ser o Papai Noel, foi uma realização em vida. Isso era tudo para ele. Eu mantenho o instagram dele como homenagem, vou manter isso vivo, porque sei que é o que as crianças esperam todo o ano”, afirmou Stella.
Luiz não foi o único bom velhinho que se foi pela pandemia, há outros que infelizmente não estão mais aqui, mas que certamente não querem tristeza neste momento tão especial. Em uma tentativa de contato com personagens pelo g1 PR, pelo menos três deles morreram pela Covid-19.
“Eu acho que meu pai quis tanto fazer o Natal ano passado, porque sabia que seria o último. O que eu mais desejo é que nunca se perca isso. Quando ele usava o uniforme vermelho, era o momento mais especial da vida dele. Pai, eu te amo. Papai Noel, as crianças te amam”, concluiu Stella.
Pedido de Deus
Homem conta como começou a trabalhar como Papai Noel
Há nove anos, no mês de agosto, Ednelson de Lima sofreu um acidente de motocicleta e precisou ser internado no Hospital do Trabalhador, em Curitiba, com a perna ‘moída’, como o próprio diz. A dor era insuportável e ele questionou Deus.
“Já fiz de tudo nessa vida, fui motorista de caminhão, trabalhei em um jornal, como motoboy, o que o Senhor quer de mim? Tomava morfina para dormir 30 minutos e nada fazia passar a dor que eu sentia”, revelou Ednelson, hoje com 56 anos.
Uma enfermeira o tratou com muito carinho e a dor foi melhorando após uma cirurgia, como em um milagre. Então, veio a resposta à pergunta que fez.
“Eu fiquei de cama e a minha barba cresceu, a dor passou e eu falei para enfermeira, o que eu posso fazer por você? Ela disse, venha ser Papai Noel para umas crianças carentes que eu atendo. E eu aceitei”, contou.
Foi, para Ednelson, um convite que mudou a vida dele para sempre.
“Minha esposa costurou uma roupa simbólica e lá fui eu, de Papai Noel, atender a criançada. Foi algo tão especial, mas tão especial, que recebi a resposta de Deus, no sorriso daquelas crianças. Ele queria que eu fosse Papai Noel”, disse
O recado que o Papai Noel deixa é de que não se transforme o bom velhinho apenas em um símbolo do capitalismo.
“Eu faço sempre um trabalho voluntário, indo até regiões mais vulneráveis, porque o Papai Noel é isso também. Você se sente recompensado pelo carinho das crianças. Esse ano já arrecadei 400 brinquedos para distribuir. Isso é Natal”, finalizou.
Ednelson revelou que virar Papai Noel foi um chamado de Deus
Arquivo Pessoal
Assista aos vídeos mais acessados do g1 PR
Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Redação A Voz do Povo Do Oeste

Redação A Voz do Povo Do Oeste

Notícias que talvez Você Goste

Rolar para cima