A Voz do Povo do Oeste

Covid-19 no Paraná: quase 300 mil pessoas acima de 20 anos não se vacinaram, diz levantamento; mais jovens lideram abstenção

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email


Análise em dados da Secretaria da Saúde aponta que a maior parte das pessoas que poderiam mas não procuraram a imunização tem entre 20 e 29 anos; veja dados por faixa etária. Quase 300 mil paranaenses não tomaram vacina contra a Covid-19
Mais de 296,4 mil pessoas com mais de 20 anos, no Paraná, não tomaram a primeira dose das vacinas contra a Covid-19, segundo um levantamento com base em dados da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa).
Os números mostram que a faixa etária com mais abstenção à vacina é a que abrange pessoas entre 20 e 29 anos, o grupo mais jovem analisado.
Covid-19 no Paraná: quase 300 mil pessoas acima de 20 anos não se vacinaram, diz levantamento
Pedro Ribas/Secretaria Municipal de Saúde de Curitiba
Neste público, há 133,3 mil paranaenses que não compareceram para iniciar o ciclo de imunização, o que corresponde a uma taxa de 7,3% da estimativa de habitantes do estado com essa idade.
CORONAVÍRUS NO PARANÁ: Veja as principais notícias
ACOMPANHE: Média móvel de mortes e casos no estado
VACINAÇÃO NO PARANÁ: Veja perguntas e respostas
MAPA: Veja onde se vacinar em Curitiba, no app Você na RPC
Números do Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes) estimam que, em 2021, o Paraná tenha 8,4 milhões de habitantes.
Veja o percentual de não vacinados, por faixa etária, no estado:
A segunda maior taxa se pessoas que não procuraram as unidades de imunização para tomar a primeira dose no estado está entre os habitantes com 80 anos ou mais, com 17,8 mil pessoas não vacinadas.
Considerando a estimativa de população do Ipardes para esta faixa etária, a abstenção à vacina é de 6,78%.
296,4 mil pessoas acima de 20 anos no Paraná não se vacinaram, diz levantamento
Reprodução/RPC
O melhor índice, conforme a análise, está entre a população com idades entre 60 e 79 anos, com 1,55% do público não imunizado. São 8.742 paranaenses que não tomaram a primeira dose no estado.
Mais de 470 mil não voltaram para 2ª dose
Conforme o levantamento, analisando as faixas etárias a partir dos 30 anos, foram 6.227.321 habitantes do estado que receberam a primeira dose das vacinas.
Em relação a este público, o número de pessoas que não retornaram para a segunda etapa é de 470.350.
Especialistas recomendam que moradores concluam esquema vacinal para maior proteção
Neste recorte, o público mais jovem, com idades entre 30 e 39 anos, representa mais da metade dos não imunizados com a segunda dose: são 238.600 pessoas sem completar o esquema vacinal, ou 14,9% da população estimada.
Também segundo esta análise, os habitantes da faixa etária seguinte, entre 40 e 49 anos, apresentam a segunda maior taxa de vacinados com a primeira dose que não procuraram a segunda etapa, com 124.766 pessoas, um percentual de 8,8% do público desta idade.
Mais de 470 mil pessoas imunizadas com a primeira dose contra a Covid-19 no Paraná não voltaram para receber a segunda etapa
Reprodução/RPC
Situação em Curitiba
Com a vacinação dos adolescentes e as doses de reforço sendo aplicadas na capital, o município analisa os percentuais de população adolescente, jovem e adulta para o trabalho de imunização e de apelo para que os moradores procurem se vacinar.
Em Curitiba, 1.401.881 pessoas com 20 anos ou mais tomaram pelo menos uma dose de vacina. Isso corresponde a 96,3% dos 1.455.780 do público dessa faixa etária.
Por outro lado, 53.889 pessoas (3,7% do total) não tomaram a primeira etapa da vacinação.
Proporcionalmente, a maior parte dos não vacinados na cidade está na faixa etária entre os 20 e 24 anos: são 10.432 pessoas, ou 7,01% do total de população dessa idade. Veja as taxas de não vacinados por faixa etária em Curitiba:
20 e 24 anos: 10.432 pessoas não vacinadas (7,01% do público da faixa etária)
35 a 44 anos: 18.705 pessoas não vacinadas (5,95% do total da faixa etária)
25 a 34 anos: 11.471 pessoas não vacinadas (3,72% do total)
45 a 59 anos: 8.255 pessoas não vacinadas (2,21%)
60 a 79 anos: 5.044 pessoas não vacinadas (1,85%).
Os dados mostram que, proporcionalmente, a adesão a pelo menos uma dose de vacina é menor entre os mais jovens, do que entre os mais velhos.
Segunda dose na capital:
A relação é semelhante na comparação entre os números de pessoas que tomaram a primeira dose e voltaram para tomar a segunda.
Entre os idosos o percentual é quase de 100%. Dos 313.623 idosos que tomaram a primeira dose, 313.534 voltaram para tomar a segunda dose. Uma diferença de somente 89 pessoas.
Entre as pessoas de 25 a 34 anos, 29.110 não voltaram para tomar a segunda dose (10,17%). Depois vêm: 35 a 44 anos (16.709 pessoas, ou 6,26%); e 45 a 59 anos (11.021 pessoas, ou 3,06%).
Nesse cálculo não incluí o grupo entre 20 e 24 anos porque quem tomou Astrazeneca como primeira dose nesse grupo pode ainda não ter sido chamado para a segunda.
Assista aos vídeos mais acessados do g1 PR
Veja mais notícias do estado no g1 Paraná.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Redação A Voz do Povo Do Oeste

Redação A Voz do Povo Do Oeste

Notícias que talvez Você Goste

Rolar para cima