A Voz do Povo do Oeste

motorista-vira-reu-por-morte-de-crianca-de-8-anos-em-acidente-na-br-277,-em-curitiba

Motorista vira réu por morte de criança de 8 anos em acidente na BR-277, em Curitiba

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email


Homem também responde por omissão de socorro, fuga do local e lesão corporal; batida aconteceu em junho deste ano. Justiça recebe denúncia contra motorista do caso Nikollas
Um motorista de 35 anos virou réu pela morte de uma criança de 8 anos em um acidente na BR-277, em Curitiba. A denúncia do Ministério Público do Paraná (MP-PR) foi aceita pelo juiz Lourival Pedro Chemim, da Vara de Delitos de Trânsito de Curitiba, na quarta-feira (13).
O acidente aconteceu em junho deste ano. A Polícia Militar (PM) informou que houve uma colisão traseira envolvendo dois carros. Com o impacto da batida, o veículo da frente – onde estava o garoto – capotou.
Carro ficou destruído após acidente na BR-277, em Curitiba
Tony Mattoso/RPC
Nikollas Rodrigues de Sousa sofreu ferimentos graves e chegou a ser socorrido. Apesar disso, o garoto não resistiu e morreu antes de chegada ao hospital.
Família de menino de 8 anos que morreu em acidente na BR-277 pede justiça
O motorista Clebson Mendes Pedroza, que responde em liberdade, também se tornou réu pelos crimes de omissão de socorro, fuga do local do crime e por três lesões corporais culposas.
No carro, além do menino, estavam duas mulheres e uma adolescente. Elas foram socorridas e se recuperaram.
Em nota, a defesa do réu afirmou que ele recebeu a informação de que se tornou réu com tranquilidade.
“Oportuno destacar que muito mais importante que apresentar a tese de defesa é destacar o enorme respeito pela jovem vida que se perdeu e se solidarizar à dor da família”, diz o comunicado.
Nikollas tinha oito anos e chegou a ser socorrido, mas não resistiu
Reprodução/RPC Curitiba
Fuga do local
Pedroza se apresentou à Polícia Civil três dias após o acidente. Em entrevista à RPC, o homem disse que deixou o local em um momento de desespero, já que algumas pessoas estavam o ofendendo. O motorista também pediu desculpas para a família das vítimas.
“Começaram a cercar o carro, estavam me xingando. Eu apavorei e fui embora. Não sou assassino, sou pai de família. Peço perdão”, disse.
Vídeos mais assistidos do g1 Paraná:
Veja mais notícias do estado no g1 Paraná.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Redação A Voz do Povo Do Oeste

Redação A Voz do Povo Do Oeste

Notícias que talvez Você Goste

Rolar para cima