A Voz do Povo do Oeste

homem-e-preso-em-operacao-suspeito-de-extorsao-na-regiao-de-curitiba,-diz-policia

Homem é preso em operação suspeito de extorsão na região de Curitiba, diz polícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email


Outras três pessoas não foram localizadas pelos policiais na manhã desta quarta (13) e são consideradas foragidas. Polícia diz que empresária contratou homens para cobrar investidor. Operação da Polícia Civil contra suspeitos de extorsão no Paraná
Um homem de 36 anos foi preso na manhã desta quarta-feira (13) em uma operação da Polícia Civil suspeito de extorsão e associação criminosa. Também foram cumpridos mandados de busca e apreensão em Curitiba, São José dos Pinhais e Colombo.
Outras três pessoas, dois homens e uma mulher, suspeitos de integrar a organização criminosa não foram encontradas pelos policiais e são consideradas foragidas, informou a polícia. Nenhum dos quatro têm antecedentes criminais.
Segundo a polícia, em abril deste ano uma mulher, que é empresária, fechou um contrato com um homem de 34 anos para que ele investisse R$ 160 mil dela no mercado financeiro e devolvesse, no prazo de 180 dias, o valor com juros de 20% ao mês.
Conforme a polícia, ao perceber que poderia ter feito um mau negócio, a mulher contratou três homens para cobrar o dinheiro do acordo.
Homem é preso em operação suspeito de extorsão na região de Curitiba, diz polícia
Polícia Civil/Divulgação
Em uma dessas cobranças, os investigados chamaram o homem que tinha fechado o acordo no estabelecimento comercial da mulher e o ameaçaram com armas de fogo, exigindo o pagamento do dinheiro e que o homem entregasse o veículo dele.
De acordo com a polícia, quando a vítima estava na delegacia fazendo a denúncia, recebeu uma ligação de cobrança dos valores sob ameaça de morte.
“Foi na minha frente, no momento que estava me contando contando, recebeu a ligação e eu gravei o momento que a vítima recebia a ligação ameaçadora dos rapazes”, afirmou o delegado Fábio Machado, responsável pelo caso.
O homem preso na operação desta quarta foi interrogado e negou a autoria dos crimes. Segundo a polícia, os quatro foram indiciados por extorsão e associação criminosa. As penas dos crimes podem ultrapassar 15 anos de prisão.
O delegado afirmou que a empresária deveria ter procurado a polícia em vez de cobrar o dinheiro por conta própria. Ele explicou que será aberto um inquérito para investigar se houve estelionato no acordo dela com a vítima.
“Em vez de procurar a polícia, ela resolveu extorquir o rapaz. Resolveu por sua própria conta exigir mediante grave ameaça que o rapaz pagasse o valor para ela”, disse o delegado.
Vídeos mais assistidos do g1 Paraná:
Veja mais notícias do estado no g1 Paraná.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Redação A Voz do Povo Do Oeste

Redação A Voz do Povo Do Oeste

Notícias que talvez Você Goste

Rolar para cima