A Voz do Povo do Oeste

vacina-contra-covid-19:-‘espero-que-voces-possam-compartilhar-dessa-esperanca-logo’,-diz-medica-paranaense-imunizada-nos-eua

Vacina contra Covid-19: ‘Espero que vocês possam compartilhar dessa esperança logo’, diz médica paranaense imunizada nos EUA

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email


Médicos Larissa Krüger e Leonardo Riella receberam a primeira dose da vacina da Pfizer, em Boston. Profissionais relatam não ter sentido efeitos colaterais, apenas dor no braço após a imunização. Paranaenses recebem vacina contra Covid nos EUA
A médica paranaense Larissa Krüger recebeu a primeira dose da vacina contra a Covid-19, feita pela Pfizer, em Boston, nos Estados Unidos.
Segundo a profissional de saúde, ela trabalha na linha de frente e, por isso, foi uma das médicas selecionadas para ser imunizada.
“Espero que vocês possam compartilhar dessa esperança logo. Não importa a vacina, mas que tenha isso no horizonte, porque é muito bom”, disse sobre a imunização.
Conforme o Ministério da Saúde e governo do Paraná, até o momento, não há dia exato para início da vacinação no Brasil.
CoronaVac não atingiu 90% de eficácia em testes no Brasil, diz secretário da Saúde de SP
Chile recebe as primeiras doses da vacina contra a Covid-19 e começa campanha de vacinação
Testes da última fase da vacina Sputnik V no Paraná não devem acontecer antes de fevereiro, diz relatório da Alep
Médica paranaense foi vacinada nesta semana em Boston, nos EUA
Arquivo pessoal
Larissa faz especialização em nefrologia em um hospital americano e atende pacientes com doenças renais vítimas da Covid-19. Ela deve receber a segunda dose em janeiro de 2021.
“Aqui no hospital a gente realmente está na linha de frente, temos mais contato com os pacientes. Então o dia que o e-mail veio para poder marcar a data da minha vacinação foi um dia muito feliz”, disse a médica.
Nos Estados Unidos a vacinação começou na semana passada. Os primeiros a receberam as doses foram os profissionais de saúde.
A vacina do laboratório Pfizer Biontech foi a primeira a ser aplicada no país.
O curitibano Leonardo Riella também foi vacinado em Boston. O médico nefrologista foi um dos 1 mil profissionais de saúde que receberam a primeira dose.
“Está vindo com a mudança de ano, então que isso traga esperança para a gente tentar voltar à vida normal”, disse o médico sobre a chegada da vacina nos EUA.
Nenhum dos dois médicos relatou efeitos colaterais, além de dor no braço.
“A experiência da vacina foi como a da gripe, que tomei esse ano, então a mecânica não teve nada de diferente, mas a parte emocional foi muito diferente”, relatou Larissa.
VÍDEOS: Vacina contra a Covid-19 no Paraná
Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Redação A Voz do Povo Do Oeste

Redação A Voz do Povo Do Oeste

Notícias que talvez Você Goste

Rolar para cima