A Voz do Povo do Oeste

maringa-registra-o-maior-saldo-de-empregos-no-mes-de-novembro-dos-ultimos-17-anos,-diz-caged

Maringá registra o maior saldo de empregos no mês de novembro dos últimos 17 anos, diz Caged

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email


De acordo com o estudo, foram criados 2.030 postos de trabalho com carteira assinada em novembro na cidade. Foram criados 2.030 postos de trabalho com carteira assinada em novembro em Maringá
Agência Brasil
A cidade de Maringá, no norte do Paraná, registrou, em novembro deste ano, o maior saldo de empregos dos últimos 17 anos, segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).
De acordo com o estudo, foram criados 2.030 postos de trabalho com carteira assinada em novembro.
Com o resultado, o saldo da cidade em 2020 passa a ser positivo, com 620 contratações a mais do que demissões. No entanto, na contramão disso, também em 2020, a cidade também registrou o pior saldo de empregos. Foi em abril, quando o saldo foi de -3.596.
Veja os saldos de empregos em Maringá em 2020
Janeiro: 556
Fevereiro: 1.279
Março: -733
Abril: -3.596
Maio: -1.715
Junho: -673
Julho: 256
Agosto: 768
Setembro: 1.128
Outubro: 1.352
Novembro: 2.030
O saldo acumulado do ano em Maringá equivale a 11% se comparado com o mesmo período do ano passado, quando a cidade somava 5.553 empregos formais até novembro. Entre as cidades paranaenses, Maringá ocupa a 30ª posição na criação de postos de trabalho no ano. No ranking nacional, fica na posição 239.
Já na comparação dos resultados de novembro, Maringá ocupa posições melhores. É a segunda do estado, atrás de Curitiba (8.736) e a 34ª do país. Os setores de serviços e comércio foram os principais responsáveis pela alta nas contratações na cidade, no mês passado.
Veja o saldo de empregos em Maringá em novembro, por setores
Serviços: 1.004
Comércio: 793
Indústria : 267
Agropecuária: -6
Construção: -28
No setor de serviços, os destaques das contratações em Maringá, em novembro, foram o setores de escritório e apoio administrativo, com saldo de 325 empregos, e restaurantes e lanchonetes, com a criação de 147 postos de trabalho.
No comércio, o varejo de roupas e acessórios criou 150 empregos. Na indústria, a fabricação de têxteis como tecidos, linhas e peças de vestuário, fecharam o mês com aumento de 85 trabalhadores.
Conforme o calendário divulgado pelo Ministério da Economia, a divulgação dos dados de dezembro está prevista para 28 de janeiro.
De 2003 a 2019, que é período disponível para consulta dos dados municipais no site do Ministério da Economia, Maringá sempre registrou saldo negativo de empregos para o mês de dezembro, resultado das demissões dos trabalhadores temporários.
Vídeos
Veja mais notícias da região no G1 Norte e Noroeste.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Redação A Voz do Povo Do Oeste

Redação A Voz do Povo Do Oeste

Notícias que talvez Você Goste

Rolar para cima