A Voz do Povo do Oeste

Materiais descartáveis viram máquina semeadeira de verduras

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Invenção foi útil para produtor que enfrentava dificuldades devido à posição de trabalho

Restos de madeira, ferro velho, latas vazias de café solúvel. Este é o material de base para a construção de uma semeadeira de hortaliças. O investimento total foi de R$120. Os resultados são positivos, tanto para agilidade no processo de plantio, quanto para contornar problemas físicos de quem trabalha no setor.

A máquina foi desenvolvida pelo engenheiro agrônomo Edvan Nilson de Almeida da Cooperativa de Trabalho e Assistência Técnica do Paraná (Biolabore). Depois de pronta, a semeadeira foi doada ao produtor Paulinho Gurgel, de São Pedro do Iguaçu.

Edvan Almeida explica que, canos de fogão foram utilizados na estrutura para abri a verga. As sementes são colocadas dentro de latinhas de café. Uma corrente cobre o que foi semeado. Tudo isso sem o produtor precisar se curvar, o que pode acarretar dores nas costas e problemas futuros decorrentes da posição adotada para executar o trabalho.

Podem ser semeadas sementes miúdas, caso de cenoura, rúcula e algumas variedades de rabanete. A máquina proporciona uma semeadura uniforme, controle de profundidade e agilidade. O raleio das plantas torna-se, quase desnecessário, em algumas situações, segundo Edvan Nilson de Almeida.

Conforme o engenheiro agrônomo, os materiais utilizados são recicláveis, caso da madeira, e ferro. Somente foram adquiridos os parafusos e os eixos, segundo Edvan de Almeida.

Outra máquina deve ser construída nos próximos dias, segundo Edvan de Almeida, que se diz satisfeito com os resultados.



Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Redação A Voz do Povo Do Oeste

Redação A Voz do Povo Do Oeste

Notícias que talvez Você Goste

Rolar para cima