A Voz do Povo do Oeste

Justiça Eleitoral julga improcedentes pedidos de cassação do registro de candidatura da prefeita reeleita em Itaipulândia

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

A coligação “O Melhor para Nossa Gente”, do candidato derrotado nas eleições 2020 no município de Itaipulândia, Maico Gasparini, protocolou pedidos de cassação do registro da candidata à reeleição Cleide Prates, da coligação “Compromisso por Itaipulândia”.

Os pedidos de cassação baseavam-se em diversos tópicos, entre eles, abuso de poder econômico, gastos com exames laboratoriais, doação de cestas básicas, abertura de credenciamento para habitação, pagamento do auxílio emergencial em parcela dobrada, exoneração de servidor em cargo comissionado por não apoiar sua reeleição, nomeação de filho e candidato à vereador, alteração de nomeação de servidor, licitação e execução de obras de asfalto e aumento salarial em ano eleitoral.

O Ministério Público, em seu parecer, manifestou se favorável aos pedidos de cassação. Na tarde desta quinta-feira (10), o Juiz Eleitoral da Comarca de São Miguel do Iguaçu emitiu SENTENÇA julgando IMPROCEDENTES os pedidos postulados pelos opositores à prefeita reeleita Cleide Prates.

Em conversa com a equipe Cidades do Oeste, a prefeita Cleide Prates frisou que “serenamente aguardava essa decisão da Justiça Eleitoral, pois todos os pontos que nos acusavam foram devidamente esclarecidos e provamos que não foi cometido nenhum crime eleitoral”. A prefeita ainda disse que “nossa preocupação é com nossa população, com nossos cidadãos itaipulandienses, pois enfrentamos um momento delicado e precisamos da união de todos e não de grupos buscando alternativas através se subterfúgios dessa natureza.”

CL com Cidades do Oeste.


 

Fonte:Correio do Lago

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Redação A Voz do Povo Do Oeste

Redação A Voz do Povo Do Oeste

Notícias que talvez Você Goste

Rolar para cima