A Voz do Povo do Oeste

documentos-sobre-vacina-pfizer-foram-hackeados-em-ataque,-informa-laboratorio

Documentos sobre vacina Pfizer foram hackeados em ataque, informa laboratório

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Hackers acessaram “ilegalmente” documentos relacionados ao processo de regulamentação da vacina contra a Covid-19 da Pfizer e da BioNTech durante um ciberataque à Agência Europeia de Medicamentos, informou o laboratório americano nesta quarta-feira (9).

“É importante destacar que não foi violado nenhum sistema da BioNTech ou da Pfizer em relação a este incidente e não temos conhecimento de que tenha sido acessado nenhum dado pessoal”, disse a empresa em um comunicado.

“Esperamos mais informação sobre a investigação da EMA e responderemos de forma adequada e de acordo com a legislação da UE”, informou o grupo.

“Em vista das considerações críticas de saúde pública e da importância da transparência, continuamos dando clareza sobre todos os aspectos relativos ao desenvolvimento de vacinas e os processos regulatórios” a elas vinculados, acrescentou.

A EMA, com sede em Amsterdã, destacou que o incidente estava sendo investigado, mas não especificou quando ocorreu ou se o seu trabalho sobre a Covid-19 foi alvo dos hackers.

A equipe de combate a crimes de alta tecnologia da Polícia Nacional da Holanda está envolvida na investigação do ciberataque, mas não deu mais informações além das já divulgadas, segundo a agência de notícias ANP.

O papel da ELA como reguladora de medicamentos para os 27 países da União Europeia (UE) significa que tem acesso a dados sobre a segurança e a qualidade dos medicamentos de testes clínicos e exames laboratoriais das empresas que solicitam autorização sobre seus produtos.

A agência disse que tomará uma decisão sobre a aprovação condicional para a vacina contra a covid-19, da Pfizer-BioNTech, em uma reunião que será celebrada no máximo em 29 de dezembro, enquanto em 12 de janeiro deverá ser emitida uma decisão sobre o imunizante da Moderna.

A vacina da sociedade Pfizer-BioNTech, a BNT162b2, foi aprovada em caráter emergencial na Grã-Bretanha e no Canadá.

 

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Redação A Voz do Povo Do Oeste

Redação A Voz do Povo Do Oeste

Notícias que talvez Você Goste

Rolar para cima