A Voz do Povo do Oeste

caca-de-carvalho-cria-sua-propria-odisseia-em-peca-que-estreia-nesta-segunda-(7)

Cacá de Carvalho cria sua própria odisseia em peça que estreia nesta segunda (7)

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Para driblar o isolamento social provocado pela pandemia e propor novas formas de experimentação mesclando teatro e audiovisual, o Teatro em Movimento se transformou, em 2020, no Teatro EmMov Digital, plataforma que inclui, entre outras iniciativas, o CenaWeb, projeto que propôs a realização de três montagens inéditas. A primeira delas estreia nesta segunda-feira (7) e cumpre temporada até domingo (13), sempre às 20h, ao vivo, com transmissão gratuita pelo site do Teatro em Movimento.

Trata-se de “Ítaca, 365, apto 23”, dirigida e protagonizada por Cacá de Carvalho, que faz um mergulho intenso, pessoal e, por vezes, autobiográfico, em uma peça recheada de referências à “Odisseia”, de Homero, a começar pelo título. O texto é de Vinícius Calderoni e Guilherme Gontijo Flores. “Meu apartamento é a minha Ítaca. Começamos a estudar a “Odisseia’, tive que sair para ir para a guerra guerrear. Esse é o mote”, explica Cacá, cujo apartamento foi transformado e adaptado a tal ponto para o espetáculo que ele teve que se mudar temporariamente.

“Ítaca, 365, apto 23” passa pela história de um homem que volta ao lar após muito tempo fora de casa, e quando volta encontra um novo cenário, com água descendo pelas escadas como se fosse um mar que faz cair e tropeçar. Então, ele entra em seu novo mundo. Ítaca pode ser a Belém de Cacá de Carvalho, o próprio apartamento do ator ou a vida de todos nós durante a pandemia.

“A pandemia tira a liberdade, mas dá uma oportunidade muito importante que é a de manter uma relação com algo esquecido, deixado para segundo ou terceiro plano, chamado você mesmo”, comenta o ator. “Se você fica em casa, você descobre a casa. Tudo que estava esquecido, todas as memórias, cada particular de sua casa tem um pedaço de vida, de relação”, ele completa.

Cacá de Carvalho conta que 70% da peça é ao vivo e ele interage mesmo com o que é gravado, como as participações do garoto Theo Retti e da bailarina Vera Sala. O CenaWeb foi experiência nova para o ator, que diz não ter muita intimidade com o universo online. “Foi um trabalho maravilhoso. Minha primeira impressão (ao receber o convite) foi pensar que não sou para isso, mas me encontrei, encontrei um novo homem”, ele diz. 

CenaWeb

Nesta terça-feira (8), as estreias do CenaWeb continuam e, às 20h, o público já poderá conferir “Ato”, com direção de Bárbara Paz e Alessandra Maestrini e Eduardo Moreira no elenco. Já na quinta (10), é a vez de “(Des)memória”, da diretora Yara de Novaes e atuações de Alexandre Cioletti, Cyda Moreira, Fafá Rennó, Josy Anne e Lucas Costa, além da própria Yara. As peças serão exibidas pelo site do Teatro em Movimento, também de forma gratuita, por um período de 30 dias.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Redação A Voz do Povo Do Oeste

Redação A Voz do Povo Do Oeste

Notícias que talvez Você Goste

Rolar para cima